Nota de corte em concursos públicos: por que é importante saber?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Pontuação para Concursos

Para saber a pontuação para concursos públicos que você precisa atingir para ser nomeado, é preciso que você entenda o conceito e a aplicação das notas de corte.

Leia o post até o fim e veja como saber qual é a nota de corte do seu concurso almejado e muito mais!


Nota de corte em concurso público (pontuação para concursos)

A nota de corte é a pontuação mínima para concursos públicos de que o candidato precisa para ser aprovado. Porém quem atinge a nota de corte não necessariamente tem direito a nomeação, tendo em vista que ela funciona como uma estimativa realizada a partir dos resultados anteriores do concurso.

Para que você entenda melhor, vamos a um exemplo prático:

Digamos que você tenha feito uma prova da banca Cebraspe (CESPE) em 2021 e tenha ficado com uma pontuação de 47 pontos no final. 

Depois você verificou a última prova que a CESPE fez para o mesmo concurso, no ano de 2017, por exemplo, e observou que a pontuação da última pessoa chamada no certame foi de 42 pontos.

Dessa forma, a prova de 2017 teve uma nota de corte de 42 pontos, e como você fez 47 pontos na prova de 2021, é possível que você seja nomeado. Veja bem, é possível, mas não é uma verdade absoluta, já que a nota de corte apenas lhe dá um norte da pontuação mínima que você deve tirar no concurso.

Fatores que influenciam a pontuação

Veja os fatores que influenciam a pontuação da nota de corte de uma prova de concurso público:

Tipo de prova

Cada prova conta com uma pontuação para determinados tipos de questões. Algumas provas elencam pesos diferentes para questões de português, raciocínio lógico e legislação específica, por exemplo. Outros certames avaliam com mais nota as questões dissertativas. 

Banca

A banca também tem uma influência muito grande na pontuação de uma prova de concurso público. A banca CESPE, citada anteriormente, costuma seguir um sistema de pontuação com o seguinte método: uma questão certa vale 1 ponto; uma questão incorreta vale -1 ponto; e uma questão em branco vale 0. 

 

Isso diminui as notas de corte, como no nosso exemplo, em que a média de corte foi de 42 pontos. Em uma prova de outras instituições, como a Fundação Getulio Vargas (FGV), as notas de corte podem ir lá em cima, chegando a mais de 95 pontos em algumas avaliações.

Outros pontos importantes

Uma prova de concurso público pode ter notas de corte absolutamente diferentes se compararmos aos anos anteriores. O nível dos candidatos e até mesmo das questões cobradas nas provas pode mudar, assim como a banca organizadora pode ser trocada por questões orçamentárias.

Outra coisa que acontece muito é o conteúdo programático dos editais ser modificado, o que torna difícil saber o tipo de questão que a banca vai cobrar. Isso aconteceu, por exemplo, quando a reforma trabalhista foi aprovada e quando o estatuto do deficiente foi criado.

Estude Sem Fronteiras

Alguns editais aceitam a apresentação de títulos para que o candidato consiga mais pontuação para concursos. Essa prática é muito comum nos editais de concursos e pode fazer com que você consiga ser nomeado com mais facilidade. Porém, para que os seus títulos tenham validade em concursos públicos, é preciso que sejam aprovados pelo Ministério da Educação (MEC). 

Dessa forma, a dica aqui é que você faça cursos, como os do Estude Sem Fronteiras, para garantir pontos na etapa de prova de títulos. O Estude Sem Fronteiras é o único portal de educação para curso online que emite o certificado por meio de instituição nota máxima no MEC! Os cursos disponíveis são de extensão, aperfeiçoamento e pós-graduação. Navegue pelo site e confira!

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Continue lendo: