Orientação Profissional na Escolha da Profissão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Você se sente perdido ao pensar qual curso deseja fazer? Qual profissão seria mais adequada para seu perfil? Sente uma pressão de seus pais para escolher o rumo de sua vida? De que tipo de profissional você será daqui a 5 anos ?! Isso tudo é normal.


Nós do Blog do Estude Sem Fronteiras iremos te ajudar !


 

O momento que marca o rito de passagem da adolescência à vida adulta, marcado pela escolha profissional que, atrelada à escolha do curso e da faculdade que deseja escolher, causa espanto, ansiedade medo e frustração.

 

Como encarar essa etapa da vida?


Da forma mais natural possível. O Prof. Dr. Marcio Girotti, Diretor da FATECE, explica como passar por esse momento e dá dicas para escolher o melhor caminho. 

 

Girotti: A melhor coisa a fazer para passar por esse momento é não pensar nele de forma direta, tente levar a vida como ela é, com sua rotina, objetivos e projetos. Com isso, a ideia da escolha passa despercebida, e você vai descobrir o caminho de forma natural.

 

Outra coisa interessante é pesquisar sobre a área que deseja atuar, a profissão que pensou em escolher, isso ajuda a entender um pouco sobre a profissão, mercado de trabalho, projeções e dificuldades; nesse ponto, já se elimina algumas possibilidades de escolha.

 

O ponto principal, quando se quer escolher, é partir daquilo que se tem afinidade, e isso acaba sendo concentrado na área que você mais gosta, entre elas: saúde, esporte, humanas, biológicas, exatas, tecnologia, entre outras.

 

Se eu gosto de funções ligadas a gestão, organização, finanças, estou próximo da área de humanas e exatas, posso escolher ser um contador ou um administrador, por exemplo.

 

Como se decidir: facilidade de organização ou facilidade com números? Já é uma dica: se você não tem facilidade com números, já pode excluir a área de exatas e, em alguns casos, a área de tecnologia.

 

Outra dica é partir da exclusão: se não gosta de ler, não faça nenhum curso ligado a humanas, a chance de você não se adaptar é grande.

 

Se não gosta de agulhas, seringas, cortes, ferimentos, você não se identifica com a área de saúde.

 

Então fica a dica!

 

Conheça melhor a área e a profissão que deseja seguir, comece por excluir o que não gosta e, aos poucos, você irá se identificar com aquilo que realmente quer seguir.

 

Orientacao Profissional

Cursos em Gestão, Educação, Direito, Comunicação, Engenharia, Psicologia, Tecnologia e Saúde!

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Continue lendo: