Skip to main content
cursos de educação inclusiva

Os pilares que uma escola deve dispor para exercer uma educação inclusiva

Saiba o que a escola deve oferecer aos alunos especiais e como os professores devem se capacitar através de cursos de educação inclusiva.

Se antes a escola regular e a especial existiam separadamente, agora a educação inclusiva surgiu para colocar fim à essa separação.


Saiba o que é a educação inclusiva, quais seus pilares e como os professores podem se capacitar para atender a alunos especiais por meio de cursos online.

O que é Educação Inclusiva

A educação inclusiva é uma modalidade educacional idealizada para traçar um processo educativo que considere todas as pessoas, com deficiência ou não, como merecedoras ao direito à escolarização.

Trata-se de uma educação voltada para a formação completa de crianças e jovens, livre de preconceitos e que reconhece o valor das diferenças entre seres humanos.

Para que possa ser colocada em prática, é preciso que se estabeleçam os pilares da Educação.

 

  • Os pilares da Educação

 

De acordo com o relatório feito pela Comissão Internacional sobre a Educação para o Século XXI, a pedido da Unesco, existem quatro pilares da educação:

  1. Aprender a conhecer;
  2. Aprender a conviver;
  3. Aprender a fazer;
  4. Aprender a ser.

Basear a educação inclusiva em todos os quatro pilares significa garantir às crianças e aos jovens com deficiência uma aprendizagem por meio de várias possibilidades de desenvolvimento que estão presentes na escola.

Como a escola se torna mais inclusiva?

A escola inclusiva nada mais é que a escola comum que acolhe todos os tipos de crianças e jovens, independentemente das individualidades e diferenças de cada um.

Nesse sentido, a instituição fornece meios de favorecer e respeitar os diferentes ritmos de aprendizagem de seus alunos.

Na prática, são realizadas ações que visam a aperfeiçoar o aprendizado dentro da sala de aula, como incorporação de um segundo professor em sala, ou mesmo de um estagiário, sempre no intuito de dar apoio ao professor titular.

A escola deverá, ainda, oferecer aos alunos especiais recursos diferenciados ao seu aprendizado, que podem ser indispensáveis, como adaptações para acessibilidade ao ambiente escolar, professores especialistas ou formas de aceleração do conteúdo.

Preparação dos professores acontece por meio de cursos de educação inclusiva

Para que a escola seja efetivamente inclusiva, é preciso que os professores estejam devidamente preparados para lidar com a rotina exigida pela inclusão, o que demanda o acesso a 

Por isso, é fundamental que os professores, psicólogos, e funcionários representantes das demais licenciaturas (assim como todos aqueles que terão contato com os alunos) tenham acesso a cursos de educação inclusiva, como os cursos de libras, por exemplo.

O portal Estude Sem Fronteiras oferece mais de 750 cursos de aperfeiçoamento, extensão e pós-graduação.

Os cursos online abordam, inclusive, questões relacionadas à educação inclusiva, tais como: cursos de libras, “distúrbios de aprendizagem e a educação inclusiva”, “braile: formação para iniciantes”, “deficiência visual”, “espectro autista: investigações, identificação e diagnóstico”, “atendimento educacional especializado (AEE)”, entre outros.

Navegue pelo site para conferir todas as opções de cursos de educação inclusiva.

Veja mais: Curso básico de libras | Curso de libras online com certificado | Adequação curricular para alunos com necessidades educacionais especiais