Faculdade Metropolitana
Cinco pessoas sentadas em cadeiras, em círculo, com as mãos dadas, expressando apoio, como em uma terapia em grupo.

Qual o papel da psicologia social?

Com as tantas mudanças sociais vivenciadas ultimamente, há uma crescente necessidade de acompanhamento científico para a melhor compreensão da complexidade humana. Por isso, os ideais da Psicologia Social se mostram cada vez mais presentes. Afinal, seu objetivo principal é estudar o indivíduo dentro de certo contexto social.

Considerando a importância dessa pauta, acompanhe a leitura para um entendimento completo. Nesse blogpost, você aprenderá o que é a Psicologia Social, seus fundamentos, formação e como é a carreira na área. Siga a leitura!


O que é a Psicologia Social: conceitos e importância

A Psicologia Social é uma ramificação da Psicologia cujo objetivo é compreender o indivíduo através de seu contexto social. Assim, sua tese se desenvolve a partir do fato de que todos na sociedade sofrem influências dos grupos em que estão inseridos.

Dessa forma, seus estudos giram em torno do comportamento de diversos grupos sociais. Para isso, vários conceitos são levados em consideração. Os principais tendem a ser a ideologia e os padrões de pensamentos e atitudes que formulam a percepção social dos integrantes.

A importância de tais estudos se faz por buscar entender por que e como o indivíduo se comporta de determinadas formas. Com isso, muitos avanços podem ser feitos no âmbito de saúde mental, bem-estar e segurança, tanto em âmbitos individuais quanto comunitários.

Em ambiente profissional, psicóloga social atenda paciente que está deitado em sua frente. Ela gesticula com as mãos.

Afinal, compreende-se que uma pessoa é formada e tem suas características individuais pautadas pelas interações com outros indivíduos. O que quer dizer que a convivência em sociedade afeta em muitos quesitos da vida individual de cada um.

Qual a diferença entre Psicologia e Psicologia Social?

A Psicologia estuda o ser humano em toda sua complexidade, sem um contexto específico, de forma mais geral. Já o campo psicossocial se aprofunda na análise do homem considerando o seu contexto social.

Então, a diferença se estabelece justamente no recorte escolhido para entender o comportamento humano. Logo, o profissional não especializado na abordagem social entende o comportamento através de outros conceitos, que não as relações humanas.

As três vertentes da Psicologia Social e suas atuações profissionais

A área se desenvolve através de três principais vertentes. Além dessas vertentes se estenderem pela parte teórica da tese, também podem ser encontradas nas atuações profissionais de psicólogos sociais.

Essas três frentes bases de conhecimento são, então, as seguintes:

Pensar no comunitário: uma percepção da sociedade

Essa perspectiva trata da interpretação de comportamentos individuais. Desse modo, leva em consideração sentidos e sentimentos, e analisa todas essas variáveis emocionais de acordo com crenças e valores do indivíduo.

Nesse sentido, o profissional psicossocial tem como conceito principal o fato de que os seres humanos não são imparciais em seus comportamentos. Isso quer dizer que o psicólogo social leva em consideração aquilo que se passa ao redor da vida do paciente. Ou seja, todo o seu contexto social e suas concepções já internalizadas.

Para analisar a percepção social de um indivíduo de forma justa e coesa, há muitas técnicas e formas corretas. É necessário focar muito bem no contexto e na forma como ele acontece, para evitar conclusões precipitadas.

Por fim, a conclusão desta tese é de que existe mais de uma forma de interpretação para tudo o que ocorre. Logo, a realidade de um indivíduo não deve ser vista da mesma forma por todos. Em outras palavras: é tudo uma questão de perspectiva.

A abordagem crítica sobre atitudes e mudanças individuais

Aqui, há uma concepção de que cada pessoa esteja predisposta a agir de determinada forma. Geralmente, essas atitudes já esperadas de um indivíduo fazem com que ele se una a determinado grupo, estimulado por um sentimento de afinidade.

Tendo isso em mente, os estudos psicossociais tendem a se desenvolver a partir das ações tomadas por indivíduos mediante novos conhecimentos. Ou seja, se estes irão mudar completamente seus padrões comportamentais ao entrarem em contato com um novo conceito. Ou até mesmo com um novo grupo, novo indivíduo ou em uma nova relação pessoal.

Psicólogo social atende um paciente em sua frente. O profissional gesticula e fala, enquanto o paciente escuta atento.

O conceito de liberdade em sociedade

O papel social pode ser visto como um comportamento pré-estabelecido e imposto a uma pessoa que ocupa uma posição.

Ou seja, o indivíduo deve agir de determinadas formas para se enquadrar em um papel social. Aqui, esse campo do conhecimento visa mostrar, justamente, que não existem padrões de comportamento pré-definidos, e que o ser humano tem a liberdade de criá-los e modificá-los.

Outra atuação: o aspecto psicossocial no ambiente de trabalho

Um importante espaço em que essa área se mostra presente é no trabalho. Nesse caso, seu papel é o de ajudar a melhorar a qualidade de vida, saúde e segurança do trabalhador. Tais objetivos são atingidos através do desenvolvimento de habilidades e práticas que façam sentido para a rotina dessas pessoas.

Isso envolve, muitas vezes, questões de satisfação profissional, motivação, trabalho em equipe e relações interpessoais. Ou seja, a área psicossocial respectiva as relações e espaços no trabalho visa construir e aprimorar condições gerais laborais.

Como se tornar um Psicólogo Social: formação, carreira e salário

Se a sua dúvida é em torno de quem pode fazer Psicologia Social, a resposta é fácil: a área, por ser uma especialização, exige a graduação em Psicologia anteriormente.

Logo, para aqueles que desejam utilizar essa abordagem dentro da Psicologia, torna-se essencial a formação em um curso de Pós-Graduação para a completa habilidade e possibilidade de uma melhor execução de suas técnicas e teorias.

Os cursos de extensão e aperfeiçoamento também são importantes para a manutenção, atualização e acompanhamento de seus conhecimentos e te tornam um profissional altamente qualificado.

Com uma bagagem teórica sólida e habilidades práticas atualizadas e de confiança, o seu currículo irá ganhar destaque máximo. Com isso, você irá se deparar com melhores e maiores oportunidades profissionais. É entendido que a média salarial de um psicólogo social gira em torno de R$2.507,00. Normalmente, o início da carreira conta com remunerações que começam em R$1.783,00 e que podem evoluir até R$3.073,00.

Pelo Estude Sem Fronteiras, você encontra as melhores oportunidades de formação em Psicologia Social e em muitas outras áreas da Psicologia. Além de ter a certeza de um material confiável e completo, o curso é 100% online e o certificado é reconhecido pelo MEC!

Confira as oportunidades de cursos EAD na área:

>> Curso de Aperfeiçoamento em Psicologia Social:

 

VEJA NO SITE

 

>> Pós-Graduação EAD em Psicologia Social e Antropologia:

 

VEJA NO SITE

 

Psicólogo social fazendo anotações da sessão de terapia em um caderno. Desfocado, ao fundo, um paciente sentado.

Conheça o Estude Sem Fronteiras

Invista em sua formação a partir de qualquer lugar do Brasil. Nós contamos com os melhores profissionais e materiais atualizados para te garantir relevância no mercado de trabalho e uma formação humanizada. Com apenas alguns cliques, você pode se inscrever em um de nossos cursos online e iniciar ou mesmo ampliar sua carreira profissional!

O Estude Sem Fronteiras é um portal de educação da Faculdade Metropolitana, credenciada pelo Ministério da Educação (MEC), que oferece cursos de Extensão, Aperfeiçoamento, Aprimoramento e Pós-Graduação de forma 100% online.

aluna segurando livro

Clique abaixo para acessar o site do Estude Sem Fronteiras e conhecer mais sobre nossos Cursos de Aperfeiçoamento e Pós-Graduação Online!

 

ACESSE OS CURSOS!

Cristiana Maria di Primio Gonçalves

Graduada em Psicologia pela Universidade de Passo Fundo. Especializada em Gestão Estratégica Empresarial e em Consultoria de Recursos Humanos pela Associação Brasileira de Recursos Humanos - ABRH. Mestre em Administração de Organizações pela Universidade de São Paulo - FEA/USP. Reconhecida e premiada na área de Gestão de Pessoas. Atuante no campo de Administração de Recursos Humanos. Experiência profissional como Docente na disciplina de Psicologia Aplicada à Administração na Universidade de Passo Fundo e como Professora e Orientadora na disciplina de Jogos de Negócios na Pós-Graduação da Fundação Getúlio Vargas - FGV. Capacitada em Mediação e Conciliação de Conflitos pelo Instituto Conversações. Atuante como Professora/Tutora de disciplinas da Graduação e da Pós-Graduação na Faculdade Metropolitana, nas áreas de Gestão, Administração, Psicologia e Neuropsicologia.

Faça um comentário

Faculdade Metropolitana