Faculdade Metropolitana
pai e filho desenhando juntos

Como ser um bom professor? Veja 10 ótimas dicas!

A profissão de professor vai muito além de ensinar o conteúdo em sala de aula! Afinal, os educadores também são os responsáveis por criar uma base sólida na infância e incentivar sonhos em todas as faixas etárias. Para executar essa nobre missão com sucesso, eles precisam ter uma série de habilidades e se manter constantemente atualizados em relação às novas tecnologias e métodos de ensino. Mas como ser um bom professor?

Se você quer se aprimorar nesta profissão ou sonha em atuar nas salas de aula, confira nossas 10 dicas para se tornar um profissional ético e altamente qualificado!

Bolsa de Pós- Graduacao com 75% de desconto.

1. Tenha paixão por ensinar

A primeira coisa que caracteriza um bom professor é o brilho no olhar em sala de aula. Quem é que não se lembra daquele professor que ensinava com amor e carinho? Sempre tem algum que marca a vida do aluno!

 Professora ensinando alunos, em ambiente de aprendizagem, todos sentados ao redor de uma mesa.

Durante o exercício dessa profissão, o educador pode encontrar diversos desafios e contratempos, porém deve ter paciência e atitude positiva para que esses eventos não prejudiquem o seu desempenho de ensinar.

2. Proponha diferentes atividades nas aulas

A criatividade é uma das principais características de um professor. Por isso, vá além da aula tradicional! Busque alternativas cativantes e diferentes para prender a atenção dos alunos.

Você pode usar recursos visuais, como filmes, documentários e games, propor debates sobre determinado tema, planejar atividades lúdicas com materiais recicláveis ou organizar uma mostra cultural. Enfim, são inúmeras opções!

Dessa forma, os alunos conseguem absorver o conteúdo de forma mais leve e ficam mais animados e curiosos para as próximas aulas.

Quer algumas ideias?

Confira o post Aprendendo brincando: a importância dos jogos na educação infantil.

3. Seja empático e paciente

Ensinar vai muito além de transmitir o conteúdo da grade escolar. Nessa perspectiva, o bom professor deve estar atento ao ritmo de aprendizado da turma. Por isso, pode ser necessário preparar aulas de revisões para todos ou planejar aulas de reforço para os grupos de alunos que têm maior dificuldade na matéria.

Professora entregando folha para aluna, em sala de aula que possui uma lousa ao fundo.

Logo, esteja atento ao nível de compreensão de todos para saber o momento certo de avançar para novos conteúdos.

4. Busque se aperfeiçoar

se Aperfeiçoar
Para exercer qualquer profissão é necessário se manter atualizado. Na área da educação, sempre surgem novos estudos e métodos de ensino que podem melhorar, e muito, o dia-a-dia em sala de aula.

Os cursos de extensão e aperfeiçoamento são ótimas opções para os professores! Você pode escolher entre as mais diversas subcategorias como linguagens, ciências humanas, saúde infantil, educação de jovens e adultos ou educação especial. Além disso, a modalidade de ensino a distância é ideal para a rotina corrida e de grande responsabilidade dos professores.

Clique abaixo e veja os Cursos de Extensão e Aperfeiçoamento para a carreira docente:

 

CURSOS ONLINE DE EXTENSÃO E APERFEIÇOAMENTO

 

Veja nossos cursos para quem deseja se especializar em Educação Especial e Inclusiva:

 

CURSOS ONLINE DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

 

 

5. Seja exemplo

Dê uma atenção especial às suas atitudes e linguagem utilizadas em sala de aula. O professor muitas vezes é uma inspiração e como ele age e fala acaba influenciando no comportamento dos alunos. Por isso, chegue pontualmente à sala e prepare suas aulas com antecedência.

Ademais, palavras como por favor, com licença e obrigado devem fazer parte da sua rotina em sala de aula, já que a sua conduta ética é referência e também compõe a formação humana e cidadã dos educandos.

Além disso, o papel do educador também envolve direcionar seus alunos. Auxilie-os a descobrirem seus interesses e talentos e os incentive a aprimorá-los cada vez mais.

6. Estabeleça uma boa comunicação

Uma boa comunicação não está ligada a somente falar e explicar o conteúdo. Um bom educador precisa saber ouvir e entender o que cada um quer expressar. Nos primeiros anos da escola, por exemplo, as crianças estão aprendendo a falar e nem sempre é fácil se comunicar. É importante ter paciência e calma e respeitar a individualidade em cada fase, certo?

Apesar de sempre procurar manter um bom relacionamento com seus alunos, lembre-se: você é autoridade em sala de aula. Portanto, seja justo em suas decisões e não use o autoritarismo como forma de impor a sua vontade.

7. Use a tecnologia a seu favor

Com o avanço da tecnologia, diversas ferramentas digitais estão disponíveis para auxiliar em processos de aprendizagem. Dessa forma, os professores dos primeiros anos podem utilizar desenhos e jogos educativos em tablets ou computadores como apoio em sala de aula. E as crianças amam esse tipo de recurso!

Professor, em ambiente de ensino, dando aula online pelo celular.

Mas cuidado: é preciso usá-los com moderação, principalmente nessa primeira fase para não atrapalhar o desenvolvimento dos pequenos.

Além disso, o professor também deve se adaptar a novas formas de ensino. Hoje em dia as aulas online vêm ganhando cada vez mais espaço e o educador deve criar formas de transmitir o conhecimento e acompanhar o aprendizado utilizando as plataformas disponíveis.

8. Estimule a participação dos estudantes

O professor também atua como líder da sala de aula! Ele deve incentivar a participação dos estudantes em atividades propostas e oferecer oportunidades para cada um se expressar dentro do seu potencial, suas limitações e seus interesses. Lembre-se de sempre apoiar e escutar cada aluno com atenção.

Oriente o trabalho em grupo e estimule o espírito de liderança, sempre incluindo o respeito com as diferenças em primeiro lugar.

9. Adapte as Aulas e Projetos às Necessidades Individuais

Cada aluno é único, com diferentes estilos de aprendizado e ritmos de progresso. Devido a isso, um pedagogo eficaz reconhece essa diversidade e é capaz de adaptar suas abordagens de ensino para atender às necessidades individuais dos alunos.

Essa habilidade envolve identificar quais estratégias funcionam melhor para cada estudante para que, quando necessário, seja oferecido apoio personalizado, garantindo que todos tenham a oportunidade de compreender e assimilar o conteúdo.

10. Fomente o Pensamento Crítico

Uma das principais responsabilidades de um educador é não apenas transmitir informações, mas também desenvolver a capacidade dos alunos de pensar criticamente. Tal prática envolve fazer perguntas desafiadoras, incentivar discussões reflexivas e criar atividades que exijam análise e avaliação.

Dessa forma, ao desenvolver o pensamento crítico, os alunos se tornam mais capazes de aplicar o conhecimento de forma criativa e resolver problemas complexos, tanto no quesito individual quanto no coletivo.

O Peso de Ser um Bom Professor: benefícios aos Indivíduos e à Sociedade

O bom professor tem um papel fundamental na sociedade e muda o mundo com o seu trabalho. Afinal, todo profissional teve professores que o ajudaram a chegar até onde estão. Ser um bom educador marca a vida de um estudante e faz com que ele seja lembrado com carinho a vida toda.

Nesse sentido, o papel de um profissional capacitado transcende o mero ato de transmitir conhecimento. Isso porque um educador dedicado não apenas compartilha informações, mas também inspira, molda e nutre mentes em desenvolvimento.

Dessa forma, ao internalizar as habilidades necessárias, um professor se torna um catalisador para o crescimento intelectual e emocional dos alunos. Essas habilidades, que abrangem desde a paixão pelo ensino até a promoção do pensamento crítico, formam uma base sólida para o sucesso individual dos estudantes. Além disso, seu impacto não é limitado às salas de aula, pois reverbera por toda a sociedade.

Portanto, a influência positiva de um bom professor se estende muito além do âmbito acadêmico, criando uma ampla gama de benefícios sociais. Alunos que são inspirados por educadores apaixonados e compassivos não apenas prosperam em suas carreiras acadêmicas, mas também internalizam valores fundamentais, como empatia, respeito, perseverança e colaboração.

Esses valores, cultivados durante os anos formativos, têm o poder de moldar cidadãos responsáveis e engajados, contribuindo para uma sociedade mais coesa e harmoniosa. De tal modo, o compromisso de um educador com a excelência, aliado à sua capacidade de moldar vidas, nutre as sementes do desenvolvimento social, destacando o inegável peso de um bom professor na construção de um futuro promissor.

Quer complementar sua leitura? Leia também nosso post sobre transtornos de aprendizagem e veja quais são e como lidar com eles, caso algum de seus alunos apresente essa dificuldade.

Esperamos que nossas dicas te ajudem a melhorar a sua atividade em sala de aula. Comece a colocá-las em prática hoje mesmo! Até o próximo post!

>> Leia também:

Psicopedagogia: a importância de sua atuação nas escolas e outras instituições educacionais

>> Confira mais: Os 10 Melhores Métodos de Estudo!

Conheça o Estude Sem Fronteiras

Invista em sua formação a partir de qualquer lugar do Brasil. Nós contamos com os melhores profissionais e materiais atualizados para te garantir relevância no mercado de trabalho e uma formação humanizada. Com apenas alguns cliques, você pode se inscrever em um de nossos cursos online e iniciar ou mesmo ampliar sua carreira profissional

O Estude Sem Fronteiras é um portal de educação da Faculdade Metropolitana, credenciada pelo Ministério da Educação (MEC), que oferece cursos de Extensão, Aperfeiçoamento, Aprimoramento e Pós-Graduação de forma 100% online.

Clique abaixo para acessar o site do Estude Sem Fronteiras e conhecer mais sobre nossos Cursos de Aperfeiçoamento e Pós-Graduação Online!

ACESSE OS CURSOS!

Júlia Cintra Terra

Graduada em Filosofia pela Universidade Federal de São João Del-Rei e Letras pelo Centro Universitário Barão de Mauá. Pós-Graduada em Ensino de Filosofia pela Universidade Federal de São João Del-Rei. Experiência como Educadora no Sistema de Educação Básico e Superior, nas áreas de Filosofia e Língua Portuguesa. Atua como Professora/Tutora da Graduação e Pós-graduação da Faculdade Metropolitana do Estado de São Paulo e da Faculdade de Tecnologia, Ciências e Educação - FATECE.

Faculdade Metropolitana