O que faz, salário, formação e carreira de um auxiliar de farmácia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Também conhecida pelos nomes de auxiliar farmacêutico, auxiliar de farmácia hospitalar ou de manipulação, entre outros, o profissional que atua nesse campo trabalha em diversas frentes e pode ser muito versátil. Essa alternativa de atuação tem atraído, cada vez mais, pessoas que gostam de se dedicar ao setor da saúde e estão buscando algo mais estável.

Quer saber mais? Veja o que faz um auxiliar de farmácia e sobre os detalhes dessa ocupação tão dinâmica e que pode ser uma ótima opção de carreira para quem está começando e também para quem busca novos caminhos profissionais.


O que faz um auxiliar de farmácia?

Existem várias nuances quando o assunto é o mercado de trabalho. Por ser uma alternativa de formação que tem se mostrado muito estável e persistente, mesmo diante de crises econômicas, é possível encontrar trabalho nessa área, considerada como parte dos serviços essenciais para a atividade humana.

Entre as funções de um auxiliar de farmácia, pode-se destacar:

  • o atendimento a pacientes ou clientes;
  • prestar auxílio a farmacêuticos ou ao pessoal da enfermagem;
  • atender, orientar e elucidar questionamentos sobre os efeitos de medicamentos e horários que eles devem ser ingeridos;
  • lidar com notas fiscais e documentos, fazendo baixas ou lançamentos;
  • fazer a checagem de receitas médicas;
  • dispensar remédios de acordo com a dosagem prescrita;
  • verificar e manter o controle do estoque de fármacos (entrada e saída);
  • auxiliar na manutenção de prateleiras, armários e expositores que contenham remédios e outros itens;
  • encaminhar pedidos para enfermarias e outros setores quando necessário;
  • manter registros de geladeiras e outros aparelhos refrigeradores de armazenamento de matérias-primas;
  • estar atento aos prazos de vencimentos ou violações que possam diminuir a eficácia dos produtos, fazendo o descarte correto desses itens, entre outros.

Lembrando que, os deveres de quem se dedica ao ramo irão depender do tipo de organização a qual a pessoa estará inserida, pois cada setor possui suas necessidades específicas.

Sobre as áreas de atuação

Quanto às possibilidade de ofício, podemos citar, entre elas, a atuação em farmácias dedicadas à manipulação, hospitais e clínicas, drogarias e até mesmo em postos de saúde. Essa variedade abre espaço para que muitas oportunidades apareçam para as pessoas que contam com uma qualificação na área da saúde que seja sólida e bem estabelecida.

No caso do auxiliar de farmácia hospitalar, por exemplo, opera-se desenvolvendo atividades que se relacionam tanto no quesito administrativo, quanto nas questões assistenciais. Por esse motivo, a rotina dos indivíduos envolve a distribuição adequada dos fármacos, de forma otimizada e que preze pela boa organização e redução de gastos ou perdas.

Além disso, no tocante aos ambientes farmacêuticos, as tarefas costumam abranger a manipulação direta de fórmulas e matérias-primas que devem ser preparadas de forma distinta para cada cliente, observando os parâmetros de controle interno, as prescrições médicas e sempre seguindo as diretrizes dos órgãos regulatórios, como a ANVISA.

Pré-requisitos para a profissão

Se você possui interesse em assumir um cargo nessa área, existem alguns pontos importantes que precisam ser levados em consideração. O requisito mínimo exigido é ter o Ensino Médio completo, o que facilita bastante na hora de procurar um novo emprego.

Contudo, grande parte das empresas procuram por pessoas com perfis mais completos quando se fala em preparo profissional. Por conta desses fatores, é necessário ter outras habilidades para ficar à frente e se destacar no mercado de trabalho, como:

  • conhecimento básico sobre medicamentos;
  • bom domínio e noções intermediárias de informática e do Pacote Office;
  • comunicação ativa e desenvoltura pessoal;
  • boa capacidade de organização; e
  • curso técnico ou profissionalizante na área.

Como se tornar um auxiliar de farmácia?

Tendo em mente o que é preciso para iniciar uma carreira nesse ramo, fica muito mais fácil dedicar o seu tempo e os seus esforços na hora de se preparar e ter boas chances de contratação.

Um bom começo é ter a formação necessária em dia, como o Ensino Médio finalizado e, de preferência, saber como operar computadores e programas básicos relacionados ao cotidiano da vaga. Essas duas qualificações são essenciais e colocam o seu currículo em evidência. Além disso, estudar e desenvolver o seu conhecimento sobre fármacos e outras atribuições da função contribuem para a prática no dia a dia de trabalho.

O que estudar e formação desejada

Como foi mencionado anteriormente, ter um curso com foco no setor não é estritamente necessário, com exceção de cargos públicos, que pedem comprovação obrigatória. O setor privado tende a ser mais maleável quanto a isso, mas é sempre bom ter habilidades e informações que tornem o seu perfil mais adequado para as vagas disponíveis.

E considerando essa vantagem, investir em um bom curso de formação para auxiliar de farmácia é a melhor opção. Com esse tipo de conhecimento e bagagem, fica muito mais fácil encontrar uma posição que ofereça melhores condições, abrindo portas para cargos com mais segurança financeira, por exemplo.

Tanto para essa como para outras profissões, é muito importante se capacitar e profissionalizar, pois, dessa maneira, surgem mais oportunidades.

Média salarial dos auxiliares de farmácia

Quando falamos sobre quanto ganha um auxiliar de farmácia, podemos afirmar que os valores esperados podem variar de acordo com a organização que está oferecendo a posição. Em sites especializados em busca e ofertas de emprego, a média salarial é de 1.500 reais, mas, na prática, esse valor pode variar muito. Por isso, se você está procurando por uma profissão segura, fácil de ingressar no mercado de trabalho e com uma boa remuneração, essa é a escolha certa.

Como criar um currículo eficiente para vaga de auxiliar de farmácia

Chegando à fase de entrevistas e procura por uma boa colocação, sabemos que um currículo bem feito chama atenção e aumenta significativamente as chances na busca por uma ocupação estável. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas essenciais na hora de montar um documento que divulgue bem as suas capacidades para atuar como auxiliar de farmácia, confira:

  • coloque os “objetivos profissionais” na parte inicial do seu currículo. Essa atitude mostra aos recrutadores qual vaga é do seu interesse. Isso pode incluir as variações de cargo, como hospitalar, manipulação e etc.
  • crie um campo para inserir as informações sobre a sua formação acadêmica ou escolar. Deixe claro quais cursos você já fez e a sua conclusão do Ensino Médio;
  • na seção de cursos e atividades complementares, é importante mostrar às empresas,todos os cursos que você possui, completos ou em andamento. Lembre-se de destacar a formação que tenha alguma relação com a vaga pretendida; e
  • resuma a sua experiência profissional, caso tenha alguma. Nesse campo, descreva o cargo e as funções básicas de cada uma delas.

Agora que você já sabe bastante sobre o que faz, quanto ganha e o que estudar para ser um auxiliar de farmácia de sucesso, não deixe de aprender e se certificar da importância de cursos de aperfeiçoamento online e ainda garantir uma carreira sólida e cheia de oportunidades de crescimento.

Continue navegando para o nosso blog e confira muito mais conteúdos sobre diferentes áreas e atuação e encontre a sua!

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Continue lendo: